MOLHO DE TOMATE CASEIRO

Pra quê ficar comprando aqueles molhos industrializados, cheios de sódio, açúcares e outras coisas desnecessárias se você pode fazer seu próprio molho e ter sempre pronto pra usar na geladeira? Demora um pouquinho, mas pode ter certeza que compensa.

Vamos pra cozinha?

 

Ingredientes:

1,5 kg de tomates maduros

2 cebolas grandes

4 dentes de alho

2 colheres (sopa) de azeite de oliva

500ml de caldo de legumes

1/2 maço de manjericão

2 folhas de louro

1 colher (chá) de açúcar

Sal

 

19691421_10203411991417376_1923991150_n.jpg

 

Preparo:

Comece tirando o miolinho do tomate e cortando em 4 partes (sim, faz com casca e semente e tudo mais). Coloque no liquidificador juntamente com uma das cebolas, o caldo de legumes e o manjericão. Se necessário, faça em várias vezes. Bata até que tudo esteja homogêneo e reserve.

Corte o alho e a cebola e refogue no azeite de oliva até que a cebola fique translúcida. Acrescente o creme do liquidificador, as folhas de louro, o açúcar e sal a gosto.

Deixe ferver em fogo baixo até engrossar e ficar bem vermelhinho.

 

DICA DA ELÔ:

  • o caldo de legumes pode ser substituído por água, mas fica bem mais gostoso com o caldo;
  • acondicione em garrafa de vidro e armazene na geladeira por até 7 dias; se optar por congelar, pode ser em copinhos de plástico.

BROWNIE FIT DE BATATA DOCE

Eu estava procurando uma receita de doce fit, e encontrei essa delícia da @nocedanielle. Esse brownie é sem glúten, sem lactose, vegano e não contém açúcar. Precisa de mais pra conquistar esse coraçãozinho?

Vamos pra cozinha?

 

Ingredientes:

4 batatas doce

1/2 xícara de farinha de amêndoas

1/2 xícara de óleo de coco

1/2 xícara de cacau em pó 100%

1 ovo (para a versão vegana, utilize o gel de linhaça – o modo de preparo está no fim da receita)

1/4 de xícara de mel (ou agave ou melado)

1 colher de sopa de essência de baunilha

Uma pitada de sal

1/2 xícara de nozes

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

 

19679676_10203411959056567_1625376633_n.jpg

 

Preparo:

Embrulhe as batatas doces em papel alumínio e asse-as em forno preaquecido a 160˚C por aproximadamente 1h ou até que estejam tenras. Ou, se preferir, pode cozinhar na água normalmente, pois não interfere no resultado final. Retire a polpa das batatas e preencha 1 e 1/2 xícara de chá.

No processador (pode ser feito na não ou na batedeira também, mas nesse caso, deve-se amassar bem as batatas antes do próximo passo) junte essa medida de batata doce com a farinha de amêndoas, o óleo de coco, o cacau em pó, o ovo, o mel, a essência de baunilha e a pitada de sal. Processe (ou misture) até obter uma mistura homogênea.Acrescente o bicarbonato de sódio, processe novamente e então adicione as nozes picadas.

Processe até que tudo se misture e, em seguida, despeje a massa em uma forma de 30 x 10 cm forrada com papel manteiga.

Asse em forno preaquecido a 170˚C por aproximadamente 40 minutos.

 

19668205_10203411959136569_1486868472_n.jpg

 

DICAS DA ELÔ

  •  Guarde o brownie na geladeira, porque ele geladinho é simplesmente divino.
  • Para uma versão vegana, você pode substituir o ovo pelo gel de linhaça: misture uma colher de sopa de sementes de linhaça com três colheres de sopa de água, depois deixe a mistura repousar durante aproximadamente 30 minutos.

BARRINHAS DE GRANOLA

Tá cansado daquelas barrinhas cheias de açúcar e conservantes do mercado? Então faz essa receita aqui, que eu garanto que é muito mais saudável e gostosa (além de ser mais barato) ✨

Vamos pra cozinha?

Ingredientes: 

300g da granola de sua preferência (tem receita da minha aqui no insta)

1/4 xícara de óleo de coco

1/3 xícara de mel

1/4 xícara de açúcar mascavo (opcional)

100g de chocolate amargo ou meio amargo

19578471_10203411939696083_1162147446_n.jpg

 

Preparo: 

Comece colocando numa panelinha o óleo de coco, o mel e o açúcar mascavo. Aqueça, mexendo bem, até que o açúcar dissolva e tudo fique homogêneo.

Despeje essa mistura sobre a granola e misture muito bem.

Forre uma assadeira de 20×20 cm com papel manteiga e coloque a mistura, pressionando bem, pra ficar bem compacto.

Leve a geladeira por 3h, para firmar bem.

Corte com uma faca, do tamanho que desejar.

OPCIONAL: Derreta o chocolate e banhe apenas a parte de baixo da barrinha, colocando pra secar sobre um pedaço de papel manteiga.

PICLES DE CEBOLA ROXA

Andei pensando como variar meu cardápio e diversificar as saladinhas e tive a ideia de fazer picles. Picles de cebola, de salsão, de beterraba, de cenoura, couve flor…picles de tudo!

Pra muita gente, picles é apenas de pepino, mas você sabia que é o nome da conserva?

Então essa base que vou ensinar, serve pro legumes que você escolher, só muda a parte do cozimento, dependendo do tipo.

Vamos pra cozinha?

Ingredientes: 

2 cebolas roxas

300ml de água

150ml de vinagre de vinho branco ou de álcool

50ml de azeite de oliva

150g de açúcar

5 cravos

10 grãos de pimenta do reino

3 folhas de louro

19578284_10203411916215496_403437988_n.jpg

Preparo:

Comece cortando a cebola em pétalas e destacando-as. Reserve.

Numa panela, coloque o restante dos ingredientes e deixe ferver, acreditando a cebola em seguida. Deixe ferver por 2 minutos.

Coloque em potes de vidro (preferencialmente) esterilizados e deixe esfriar em temperatura ambiente, levando para a geladeira em seguida. No dia seguinte, estará bom para o consumo.

HAMBÚRGUER CASEIRO

Como é tudo muito corrido aqui em casa, eu faço compra mensal e assim que chego do açougue já separo um pouco de carne, tempero e deixo os hambúrgueres já moldados, pronto pra comer numa emergência. Assim não da pra ficar arrumando desculpa pra sair da dieta, né?

Vamos pra cozinha?

Ingredientes: 

500g de carne moída (pode ser até de segunda, se preferir)

1 cebola grande

4 dentes de alho

Páprica doce

Pimenta do reino

Sal

Preparo:

Coloque a carne numa tigela grande e acrescente a cebola em cubos pequenos, o alho picado, a páprica, pimenta e o sal. Misture com as mãos até obter uma “massa” homogênea.

Modele-os do tamanho que preferir e acomode-os num recipiente, sob papel manteiga. Leve ao congelador até congelar e então pode armazená-los em saco plástico por até 3 meses.

Para consumir, basta descongelar (no microondas ou em temperatura ambiente) e grelhar na frigideira ou forno. Acompanha super bem uma salada verde e é aquele boost de proteína que precisamos ✨

GRANOLA CASEIRA

Granola é uma coisa que como todo dia, nesse meu novo estilo de vida, mas odeio frutas e quase toda granola de mercado tem, além de serem super caras. Por isso fiz minha própria granola, apenas com ingredientes que eu gosto de consumir e adoçada apenas com mel. Mais natural impossível, né?

Então vamos pra cozinha?

Ingredientes:

500g de aveia em flocos grossos

100g de quinoa

50g de flocos de arroz

30g de gergelim

50g de chia

50g de linhaça

50g de castanha de caju

50g de castanha do Pará

20g de avelãs

20g de nozes pecan

50g de amêndoas

50g de cacau em pó

4 colheres (sopa) de óleo de coco

Pitada de sal

Mel a gosto

 

19622551_10203411859054067_1073415997_n.jpg

Preparo:

Corte grosseiramente as castanhas e misture com o restante dos ingredientes secos. Adicione o óleo de coco e o mel e mexa até que toda a granola esteja envolta na mistura.

Coloque numa assadeira grande, de forma que fique uma camada fina (quanto mais espalhado, melhor)e leve em forno médio pré-aquecido por cerca de 45 min, mexendo a cada 15 min. Quando estiver bem dourada, estará pronta.

 

19578304_10203411860214096_1126413326_n.jpg

DICAS DA ELÔ:

  • se optar por colocar frutas, adicione-as após retirar do forno
  • espere esfriar completamente antes de acondicionar em potes de vidro esterilizados. Assim você garante que ela fique bem crocante e dure mais tempo.
  • escolha coisas que você realmente gosta de comer
  • além do cereal (usei aveia e quinoa), sua granola deve ter pelo menos dois tipos de castanhas e dois tipos de sementes
  • adoce com mel, melado de cana ou xarope de agave
  • se optar por colocar frutas, escolha as desidratadas, assim sua granola dura mais 😉
  • Minha receita rendeu 1,2kg de ganola.

COOKIES DE CACAU E CHIA

Essa receita é super saudável e satisfaz rapidinho, já que a base dela é a chia, um super alimento. É aquele snack perfeito pra levar na bolsa no dia-a-dia e evitar sair da dieta 😉

Vamos pra cozinha?

Ingredientes: 

4 col (sopa) de chia

10 col (sopa) de água

4 col (sopa) de óleo de coco

1 xícara de polvilho doce

1 xícara de açúcar de coco

1 xícara de cacau em pó ou chocolate em pó

19578517_10203411826453252_902882130_n.jpg

Preparo: 

Coloque a chia e a água num recipiente e deixe hidratar por cerca de 15 minutos. Despeje essa mistura já hidratada no liquidificador junto como óleo de coco. Bata até desfazer as sementes de chia e formar uma pastinha gelatinosa.

Misture todos os ingredientes secos num recipiente. Junte a mistura do liquidificador e misture com as mãos até formar uma massa homogênea.

Forme bolinhas do tamanho que preferir e acomode-as sobmre papel manteiga numa assadeira. Amasse com o garfo e leve ao forno médio por cerca de 15 minutos.

O IMPALPÁVEL ESTÁ DE VOLTA!

É isso mesmo que você está lendo! Depois de quase um ano em banho-maria, o Impalpável finalmente está voltando, a passos lentos, mas está 🙂

Ano passado tive que escolher entre meu estágio e faculdade ou o blog, e obviamente, acabei escolhendo a primeira opção. Estava ficando muito pesado manter tudo junto, fora mil problemas pessoais, então acabei deixando o Impalpável de lado. Mas nesse tempo todo, o blog manteve a taxa de views, recebeu mais seguidores e tenho certeza que ajudou muita gente na cozinha.

Então agora, que estou mais tranquila (apesar de ainda estudando e trabalhando), vou botar o Impalpável pra funcionar novamente, mas com uma nova proposta: agora a maioria das receitas vai ser fit. Sei que pode parecer estranho, mas o blog deve espelhar meu novo estilo de vida, e agora, apesar de eventualmente comer coisinhas gordinhas, a maior parte da minha dieta, é saudável e magra.

Pea explicar melhor: no começo desse ano (2017) passei por uma cirurgia de redução de estômago, e ao contrario do que muitos pensam, a cirurgia não faz nada sozinha. Todo o resultado vem de reeducação alimentar e exercícios. Então estou fazendo acompanhamento com nutricionista e realmente me esforçando para mudar meu estilo de vida. Com isso, nada mais justo que trazer ao Impalpável essas receitas.

Claro que, eventualmente teremos as boas e velhas receitas gordinhas.

Por hora, voltamos apenas com as receitas, mas em breve teremos as colunas também 🙂

 

Então, aviso dado, estamos de volta o/

Obrigada por acompanhar o Impalpável 🙂

#45 – Da série…

.. quero ser igual ao fulano/ fazer o mesmo que a ciclana/ ter o mesmo que o sydvaldo…

Quem nunca pensou assim? xD

Sempre buscamos os exemplos para fazer algo, não? Seja manual de instrução, tutorial no youtube, receita no caderninho antigo da avó, nos testemunhos de quem já fez ou na biografia de alguém… Seja qual for o caminho, existe esse primeiro estalar de inspiração causado por algo-algumacoisa-alguém.

O meu sempre foram histórias. Não importa quem tenha executado a dita da história, o que me marca é o conteúdo e o desenvolvimento causado. E como um desses momentos de epifania-criativa aconteceram há pouco tempo, resolvi falar algo sobre isso aqui xD

Essa coisa de ser escritora começou com as fanfics. Resumindo em um txt pequeno:

Gostei muito de Harry Potter, não havia nada igual antes e era justamente um tipo de leitura que eu procurava muito; como na época não tinha tanto livros do estilo como se tem hoje, resolvi procurar na internet e me deparei com as fanfics e a fantástica ideia de eu posso pegar essa história que gosto tanto e escrever também!; Era uma brincadeira, um passa-tempo, eu ainda nem me tocando que gostava de-vocação disso de criar histórias. Com o tempo escrevendo fanfics, aprendi muito sobre construir uma história e personagens, aquele tipo de aprendizado-videogame – ninguém te ensina, você vai aprendendo por conta até ficar muito fácil e automático. Mas, nas fanfic sempre tinha um start: eu via/assistia/ouvia/presenciava uma cena e pensava que aquilo encaixaria no que eu estava escrevendo ou me incentivava a começar algo. Contudo, no ‘ser profissional’, aquele universo fora das fanfics, eu pensava que não podia ser assim: tem que se criar algo novo. Aí, na faculdade, teve uma professora que jogou uma bomba na minha frente em formato de palavras de um estudioso da escrita (que eu nunca vou lembrar o nome, sorry): a folha em branco é uma ilusão. Escrever do nada não existe, nós nos apoiamos em TODAS as nossas vivências de mundo. Então, o que me impedia de continuar naquele pique das fanfics onde eu me dava tão bem? Assim, quando pensei em escrever um livro mesmo, minha primeira decisão foi pegar uma fanfics de sucesso, a Entre Doces e Dragões, que era um crossover de Harry Potter com Hana Yori Dango em um Universo Alternativo, e transformar em um romance (romance romântico = falha total | romance fantasia = Almakia). Depois de superar essa barreira e perceber que realmente é isso, não tem nada de errado, não é uma cópia, é uma desconstrução para reconstruir da minha maneira e a partir daí gerar um produto novo, as ideias não pararam de vir.

Princess Vs Witch juntou uma vontade de escrever uma fantasia mágica divertida em um mundo de possibilidades tipo One Piece. Uma frase que eu vi em um dorama deu a largada para as ideias da trama, e então surgiu o primeiro livro da série Versus. Da mesma forma, os livros 2 e 3 (em processo de escrita), tiveram frases de doramas/animes que fizeram todas as ideias desandarem.

mapa_pvsw_-_preto-e-branco

Minta Comigo também teve a base de acontecimentos baseado em um dorama. Mas, mais do que isso, eu tinha vontade de fazer um romance que fosse estilo dorama mesmo, com cenário aqui do Brasil. Afinal. Existem trocentos mil fãs de doramas e todos os que eu encontro e converso me dizem que gostam dessas histórias pelo padrão divertido de romance, que não se encontra em filmes/seriados/novelas ocidentais. Então, Paula aceitou o desafio e assim surgiu essa história. Sim, dorameirxs e pessoas-comuns estão aprovando xD

Então, na mesma linha veio outra conjunção de ideias para um livro novo, e era nessa epifania-criativo que eu queria chegar. Desde antes das fanfics, quando eu pensava em escrever algo que ficaria guardado em uma gaveta e nunca andaria pelo mundo, sempre eram histórias sobre amizade. Cresci com primos, todos se dando super bem, tínhamos sintonia e raramente brigávamos feio (só éramos crias de italianos teimosos e birrentos, tudo dentro da normalidade). Eu queria colocar essa essência em histórias. Junto com isso, era inevitável ter a nostalgia agregada. Essa ideia ficou guardada por anos e recentemente, depois de eu ter assistido um dorama que envolve todos esses elementos aí, porque não finalmente dar uma chance para desenvolver uma história assim? xD

E, como não tem como ser diferente, será um desafio de escrita (sim, pq temos sempre que evoluir, esse é o sentido da vida xD): vai ter um grupo de personagens principais, e vou ter que lidar com várias famílias e tramas ao mesmo tempo. Os esboços das relações e acontecimentos já estão surgindo no projeto inicial de escrita. Vamos ver se vou conseguir lidar com todos esses elementos sem perder o equilíbrio e deixar tudo cair por chão.

Para quem ficou curioso sobre qual dorama que estou falando, é o Awser me 1988/Reply 1988. Já falei sobre o Reply 1997 aqui e super recomendo todos os da série (apesar de esse ter me feito mais chorar por cenas bonitas-família-nostalgia de ‘aquele tempo em que podíamos brincar todos os dias juntos e nossos pais eram grandes como montanhas’ do que torcer pelos romances):

Falei muito, então chega por hoje xD Só fica a dica: acredite naquelas ideias loucas que vem do além quando vc vê/assiste/ouve algo. Se esse momento aconteceu, tem um motivo, mesmo que vc não consiga enxergar claramente no momento xD

#44 – Uma mentira…

…e todas as possibilidades de isso dar muito errado xD

Maria Julia estava vivendo sua vida – de forma relativamente harmoniosa – até se deparar com a pessoa que preferia eliminar do seu passado: a melhor amiga. Sem ter como fugir, ela acaba inventando a primeira de todas as mentiras que transformariam a sua vida para sempre, passando pelo caos, desespero, uma ameaça de processo, um contrato, um astro da tv desempregado, fuga das câmeras, uma herdeira, parentes indignados e… romance, é claro! Alguma coisa precisa dar certo no final 😀

capaminta

Minta Comigo é um livro um pouco diferente de tudo o que eu já tinha escrito até agora. Em parceria com a Paula Vendramini, nosso desafio foi escrever um romance-romance. Tem muita comédia no meio – porque, neh, se não tivesse não seria um livro nosso. Ele começou a se escrito lá por 2014/2015 não lembramos direito escritorasexemplos, mas só demos um impulso na escrita dele em 2016. Como foi um livro feito a parte do nosso trabalho com as séries Devoy e Almakia – as quais temos a obrigação de focar, já que os leitores esperam pelos respectivos finais -, não planejamos direito o que fazer com ele depois de terminado. Então, primeiramente, o publicamos na Amazon em forma de e-book. Aos poucos, estamos dando direções para o original, e esperamos poder dar notícias no futuro de que ele terá uma versão impressa também.

Algo legal para falar sobre ele para quem não conhece o nosso trabalho (Lhaisa&Paula), é o processo de escrita. Eu moro em Foz do Iguaçu, Paula em Curitiba, e raramente nos encontramos no mesmo lugar. Então, como vocês escrevem, suas loucas?! Simples: Google docs xD As maravilhas que só são possíveis por termos nascido na Era World Wide Web \o/ Geralmente conversamos via através de e-mails, chats, chamadas de áudio ou vídeo, para alinharmos ideias de cada capítulos e acontecimentos. Montamos um roteiro básico e vamos escrevendo. Às vezes juntas, às vezes não. Quando uma está com mais vontade de escrever, vai formulando o texto e a outra vai atrás lendo e ajeitando coisas. Se uma pode escrever em um momento que a outra não pode, só dá um aviso sobre o que está fazendo. Funciona? Sim! xD Princess Vs Witch foi escrito dessa forma. Mas, tem uma mágica nisso tudo: amizade, sintonia e treinamento. Escrevemos juntas desde o colegial, começamos e aprendemos a escrever livros juntas, já fazem 15 anos. Então, não é a mesma coisa que dois escritores que já têm suas próprias formas de escrever decidirem fazer algo juntos. Nós dividimos experiências, erramos e construímos nossas essências de escritoras lado a lado. Isso quer dizer que escrevem da mesma maneira? Não xD Cada uma tem um estilo, o que fica bem visível se lerem nossas séries de fantasia. Mas, quando juntamos as duas formas, elas se complementam. Só quem conhece muito bem nossa forma de formular histórias e nossas personalidades é que sabem diferenciar o que foi digitado por uma e o que foi digitado pela outra xD E, gente, trabalho em equipe é muito mais divertido! Aquela máxima de que duas cabeças pensam melhor do que uma xD

Quer conferir o resultado disso? Aproveita que
Minta Comigo está em promoção na Amazon, por R$ 1,99 \o/
Lembrando que você não precisa ter um leitor digital de ebooks para poder ler. É possível baixar os aplicativos de leitura para computadores, tablets e celulares xD

E, de extra, fica o prólogo do livro aqui para vocês:

“Foram o quê?
Dez segundos?
Juro que tudo pareceu acontecer no período de uma vida inteira!
Vi o sorriso da Madu se abrir, formando aquelas covinhas perfeitas que marcavam suas bochechas, brilhando como se a vitória fosse certa. Isso fez um filme passar em minha mente, como todas as outras vezes em que já tinha presenciado aquela expressão dela e as consequências que isso me trouxe. Vi tudo o que eu era no momento desabar e se derramar pelo piso lustroso do salão, sendo pisoteado por aquela horda de crianças barulhentas. E… me dei conta de que continuava sendo uma completa inútil, não importava quanto tempo tinha se passado.
Então uma voz soou a minha volta, por baixo daquele zunido que era eu mesma sendo uma bomba prestes a explodir. Era estranhamente conhecida e, naquele instante, ela soava como anjos entoando um canto de salvação. Sob esse encantamento, eu disse a mentira que daria início a todas as outras que viriam dali por diante:
— Vou me casar com o Nick Pompeu.
E o sorriso da Madu se apagou, ofuscado pelo meu.
Mas o triunfo não durou por muito tempo.
— Prove – ela endossou minha sentença.”

***

Sim, tirei férias de blogs e internet desse final de ano, mas trabalhei mais do que o ano todo só nesse período vaitrabalharemshopping,vai!. Mas, furos de postagem podem acontecer com mais frequência de agora em diante porque o meu foco de 2017 será terminar Almakia 4 xD Infelizmente, como não tenho acesso a uma vira-tempo (ainda), só me resta colocar alguns compromissos a frente de outros. Então, não vou dizer até semana que vem, mas sim até a próxima o/