#41 – Pq todos nós nascemos com a nossa Caixa de Pandora…

…e um dia alguém pode quebrar nossos cadeados!

Mais um post retirado do baú do LAProom, mas esse mais do que merece ser repostado xD

Mogami Kyoko é uma menina esforçada, criada por conhecidos em uma famosa pousada na tradicional Kyoto. Por viver de favor, desde cedo ela aprendeu a ser uma atendente perfeita, que tem desde a postura correta até os dons de cozinhar, limpar e receber bem as pessoas. Porém, em toda a sua vida, só existia um único motivo para ela ser uma moça tão bem prendada: Shotaro, o filho dos donos da pousada.

Além de ser aquele que sempre esteve ao seu lado enquanto crescia e aquele que cuidava dela, os pais de Shotaro pretendiam que ele se tornasse o herdeiro da pousada, e que Kyoko fosse sua esposa perfeita para ajudá-lo no negócio. Sendo tecnicamente orfã e praticamente noiva do menino mais bonito da escola, Kyoko era desprezada e judiada pelos colegas. Mesmo não sendo exatamente a princesa de contos de fadas que ela tanto queria ser quando crescesse, Kyoko estava feliz tendo o seu amado príncipe encantado, e só isso bastava.

Porém, Shotaro não achava que a sua vida se resumia a isso, e aos 16 anos ele brigou com os pais e saiu de casa, partindo para Tokyo com o desejo de ser famoso… e levando a Kyoko com ele. Deslumbrada com o fato de seu amado ter a chamado para ir junto (o que era praticamente uma declaração de amor), Kyoko foi saltitante viver com ele na cidade. Enquanto ele batalhava no mundo do entretenimento, ela trabalhava como uma condenada em vários empregos e ainda cuidava do apartamento do agora estrela em ascensão Fuwa Sho.

Até que em um dia, a caixa de pandora de Kyoko foi aberta por Sho e todos os demônios do seu coração foram soltos no mundo!

Sem saber que Kyoko o ouvia, Sho contou para sua agente que apenas usava a amiga como empregada. Como ele, um menino mimado que nunca lavou um prato, iria sobreviver em Tokyo sem ajuda? Enganada, humilhada e furiosa, Kyoko fez um juramento mortal com sua então alma negra contra Sho: iria destruí-lo a qualquer custo!

E, em seu caminho de vingança, ela resolveu entrar para o mundo do entretenimento e ser tão famosa, mas tão extremamente famosa, que poderia pisar no Fuwa Sho e ele seria obrigado a reconhecer a sua superioridade. Um plano perfeito!

Contudo, Kyoko não sabe atuar, cantar, dançar, nada artístico. Sua única maneira de conseguir uma oportunidade de trabalhar em uma agência é sua pavorosa insistência. E ela consegue xD

E aí vem outro problema: sua motivação. A única coisa que a fez querer um trabalho naquele meio é a sua vingança. Reparando em seu caso especial e prevendo um talento que poderia ser lapidado, o dono da Agência LME funda, exclusivamente para Kyoko, o departamento Love Me, em que ela (além de ter que usar um macacão rosa-cheguei-abafando-fiquem-cegos), precisa conseguir de seus veteranos carimbos de pontos, que vão garantir a sua evolução. E, o mais importante, esses carimbos só serão conseguidos se ela cumprir a sua tarefa de fazer as pessoas a amarem xD

Agora, como um coração totalmente negro e possuído dessa garota pode voltar a ser como era antes quando ela só via o mundo através dos contos de fadas?

Sim, Skip Beat merece toda essa introdução! xD A história conseguiu superar Hana Yori Dango na nossa preferência e somente por isso tem esse destaque todo especial xD

A vingança de Kyoko é apenas o pontapé inicial para uma trama que envolve de tudo: planos maléficos, bonequinhos de vudu personalizados, amizades inusitadas, fantasia de galo, mini-kyokos-demônios que atormentam pessoas, mudanças de visual e, é claro, romance! O que seria de Skip Beat sem Tsuruga Ren e Fuwa Sho? xD Então vamos para esses dois seres importantes e suas importâncias na história o/

Fuwa Sho – típico piá-pançudo egoísta que só pensa nele e pisa em cima dos outros. Kyoko, apesar de ser iludida pelos seus sonhos de infâncias situados em reinos fantásticos de princesas e fadas, acreditou nele por muito tempo. Só que quando ela cai da ilusão para a realidade, Sho percebe que a vida dele também muda. Afinal, ele cresceu junto com a Kyoko, e ter ela ao seu lado era tão certo quando o sol nascer de manhã. E, não tem aquela máxima de que só percebemos o que é importante quando perdemos? xD Logo Sho percebe que não deve só zombar das tentativas de Kyoko de ser uma atriz, como vê de muito perto todo o potencial dela, e se dá conta do que perdeu…  E agora, Sho?!

Skip Beat sem o Tsuruga Ren?! Esse meio-japonês (sim, originalmente ele é loiro) é simplesmente o ator mais cobiçado da atualidade, um perfeito cavalheiro, que tem o dom de ser encantador com qualquer um. Ele até que tinha ido com a cara da Kyoko que insistia que precisava muito trabalhar na LME, mas a despejou assim que descobriu os verdadeiros motivos dela. Detalhe: Sho tem o Ren como inimigo declarado no Showbiz e, por consequência, Kyoko também o odiava. Então, como será para ela trabalhar com essa estrela e seu poder especial de não ter uma mancha em seu nome famoso, e que ainda por cima despreza totalmente seus motivos?  Ah, sim, sem contar que com sua caixa de pandora aberta, a Kyoko tem a incrível habilidade de perceber a aura assassina que o sorriso doce e gentil do Tsuruga Ren esconde xD


Com o passar do tempo, esses dois vão ficando cada vez mais próximos, e logo descobrimos que os passados deles têm muito em comum xD

Agora por que Skip Beat é tão diferente de tudo para merecer um post tão especial assim? Simples: leia e descubra! É a única maneira de entender xD Só quando ver cenas e ficar tão em choque que o único comentário involuntário que vai sair da sua boca será um EEEEEEHHHHH?!!, você irá entender que Skip Beat está além de um romance sobre atuação, fala muito mais sobre como ser humano e ter que lidar com outras variedades de seres humanos, cada um com seus problemas e sua própria caixa de Pandora o/

Ainda está em dúvida? Confira a opinião de especialistas xD

Três detalhes sobre o mangá em si que merecem ser mencionado:
1) Skip Beat não precisa de uma página inteira cheia de detalhes para dizer um mundo de coisas, ele consegue com apenas uma página de um único olhar xD;
2) A mangaká é um gênio em pensar em recursos visuais para deixar tudo mais engraçado ou expressivo xD E a grande maioria desses recursos são novidades, que não vemos em outros trabalhos o/;
3) Meninos, a classificação pode ser de mangá para meninas, mas não levem isso em consideração! Skip Beat é um shoujo que pode ser lido por meninos sem preconceitos! xD E garantimos que vocês vão adorar!
4) QUANDO, MERLIM, ESSE MANGÁ VAI SAIR NO BRASIL?!!!! Já tenho espaço reservado para ele na minha estante, editoras!

O anime é bom, para vermos movimento, colorido, vozes, músicas… mas os 25 episódios terminam e dão apenas uma introdução da história! Sério! Depois tem MUITA história ainda, e as melhores partes de todas! xD

Frase épica da Kyoko: Aproveite o sol, Ruri-chan… Porque eu vou enviar você para um lugar que o sol não brilha! MUWAHAHAHAHAHAAA!

E TEVE DORAMA! \o/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s