É DE MELÃO?

Alguém já ouviu falar em um tal de “Meron-pan”?

Você que acompanha doramas e animes japoneses, deve ter percebido que muitos personagens mencionam este nome, e é exatamente sobre ele que vou falar um pouquinho no post de hoje!

MP 03.jpg

Meron vem da palavra em inglês Melon, isso mesmo, a fruta Melão! Todas ou a maioria das pessoas perguntam se ele tem esse nome poque é feito de melão, mas a resposta é não…

Parece bobo, mas a verdade é que  se trata de um pão levemente adocidado e com esse aspecto grotesco por fora e crocante na medida certa, não quebra o dente de ninguém e não é não é borrachudo. Ele simplesmente leva o nome que tem exatamente pelo seu aspecto rustico que lembra a parte externa no melão verde, muito comum no Japão.

mp-05

Para realçar o aroma do pão, algumas receitas levam essência de melão, mas o sabor em si é de um simples pão doce.

mp-04

É considerado um dos pães mais famosos e mais apreciados pelos japoneses (inclusive é um dos meus tipos de pães preferidos também)

E assim como vários tipos de doces, o Melon-pan também é vítima de arte na culinária tornando-o assim mais apetitoso ainda. Que tal um Melon pan de tartaruga?

Não é fofo? A criatividade toma conta de tudo no mundo da gastronomia, seja no sabor ou na decoração!

Ai, me deu uma vontade de comer Melon-pan! Alguém aqui está afim de ir comigo à Liberdade comprar Melon Pan?

Vejo vocês no próximo e ultimo post do especial doces japoneses!!

Fui! o/

MANJU

Olá!

E mais uma sexta dos nosso especial com doces japoneses chegou.

Muitos aqui já devem conhecer um dos doces japoneses mais comuns presentes no Brasil, o Manju. Mas será que vocês conhecem as variações deles? Ainda não? Então confira o post de hoje!

Assim como os doces do post anterior, o Manju também entra na lista dos doces tradicionais japoneses.

Vamos começar com o mais comum e que todos o conhecem por “Manju”. Não está errado chamá-lo assim, mas por ser um nome que generaliza o tipo de doce em questão, os presentes na imagem acima são chamados de Yaki Manju, no qual a palavra Yaki em japonês significa assar. O Yaki Manju é uma massa recheada com pasta de doce de feijão vermelho (anko) e assada.

Este fofo e branquinho acima é o Fukashi Manju. Fukashi vem do japonês “cozido no vapor”, este é outro tipo de Manju, o qual trata-se de uma massa branca também recheada com anko, porém é cozido no vapor. É comum ser encontrado junto ao Yaki Manju nas lojas de produtos orientais, porém a sua fama é maior entre os orientais.

O malhadinho acima é o Inaka Manju, é uma variação do Fukashi Manju. Nesta versão a quantidade de massa branca é menor e é misturada ao anko dando esta forma rústica. Apesar de ser apenas uma variação do Fukashi Manju, o Inaka Manju possui um sabor diferenciado em comparação ao primeiro, devido a proporção de massa branca ser menor, o sabor da pasta de feijão vermelho é realçada e intensificada. A palavra Inaka que batiza o nome do doce significa em japonês “da roça”, “do interior”, por ser feito a mão e de forma rústica, o doce carrega em seu visual um ar artesanal que o destaca dos demais doces da categoria.

Espero que tenham gostado do post de hoje e nos vemos no próximo post com mais uma curiosidade sobre os doces japoneses.

Até lá! o/

TRADIÇÃO NO JAPÃO

Olá! Sejam bem vindos a mais um post do Pitadas de Açúcar!

Estava eu olhando os meus posts anteriores e percebi que em quase um ano da minha coluna aqui no Impalpável fiz apenas quatro posts com temáticas japonesas! E por isso declaro que Setembro de 2016 será o mês do especial Culinária Japonesa! *joga confete*

E para começar com o pé direito o nosso especial, hoje mostrarei um pouco das variedades de doces que a terrinha do Sol nascente oferece.

Um dos doces mais comuns que você pode encontrar com facilidade, ao menos aqui em São Paulo são os recheados com Anko (Doce de feijão Azuki)_. Será que você conhece algum deles? Será que já provou? Confira a seguir alguns dos doces mais famosos dentro da tradição japonesa.

Anpan 01

Este é um dos mais comuns de se encontrar, chama-se Anpan, trata-se de um pão levemente doce recheado com anko.

Daifuku 01

Daifuku, doce a base de mochi recheada com anko também

DJ 02

Zenzai, ou Oshiruko, trata-se de um caldo feito feijão Azuki , porém por ser uma sobremesa servida quente é mais comum na estação do Inverno.

DJ 03

Tai Yaki, é este doce que parece uma panqueca, mas ela é assada e recheada com anko.

DJ 04

Sakuramochi, super delicado , trata-se de um doce feito com arroz tipo mochi, recheio de anko envolvido por uma folha de Sakura (Cerejeira) levemente salgada

Dorayaki 01

Dorayaki, como se fossem duas panquecas com recheio de anko entre elas.

Imagawayaki 01

Imagawayaki, muito semelhante ao seu parente acima Dorayaki, é uma massa recheada com anko, porém trata-se de um doce fechado, sem abertura.

Yokan 02

Um dos mais comuns e tradicionais doces feitos com o feijão Azuki, o Yokan é um doce com consistência que lembra uma gelatina porém bem firme.

Todos os doces acima, como puderam perceber, tem como ingrediente principal o Azuki com o qual produzimos o anko. De fato há mais curiosidades sobre este grão tão minúsculo, mas que pode fazer parte de receitas incríveis!!

Quer saber mais sobre o Azuki? Então não perca o próximo post!

Até a próxim! o/

AMERICAN APPLE PIE

Quem aqui gosta de maçã? o/

Sejam bem vindos ao post de hoje do Pitadas de Açúcar!

AP 01

Tão famosa nos Estados Unidos, a Torta de Maçã é uma tradição na terra do tio San. Este doce que é praticamente cozido em forno, trata-se de uma massa recheada com maçã, açúcar e especiarias, geralmente a canela é a mais frequente e assada em forno.

Aqui no Brasil, a torta de maçã é confeccionada, porém sua fama não é tão grande. Há variações das receitas desta sobremesa nas quais são acrescentadas outras frutas como passas  dando origem a outra sobremesa batizada como Cuca, que é mais famosa no Sul do Brasil.

AP 02

Em Portugal também é muito comum a confecção da Torta de Maçã. Mas como toda tradição é uma tradição, em Portugal ela foi batizada de Tarte de Maçã e sua montagem é mais rústica.

AP 03

Mas seja com maçãs cortadas em cubos, ou fatiadas, a verdade é que Torta de maçã é tudo de bom! Para quem gosta de doces não tão doces, é uma ótima opção! E para quem gosta de um toque a mais pode provar com sorvete!

AP 04.jpg

E aí, abriu o apetite? Então está esperando o que para começar a fazer sua torta de maçã?

Faça a sua experiência e comente!

Até a próxima!!! o/

ITALIANÍSSIMO AMERICANO

Quem já provou Cannoli Italiano?

Eu já provei e é uma das maravilhas açucaradas da minha lista de doces preferidos!

CI 01

Esse doce, tema do post de hoje,é uma simples massa fina recheada com creme de ricota  e polvilhada com açúcar. Há quem goste de um incremento como gotas de chocolate, côco ralado, mas independente do acréscimo ou não, a verdade é que Cannoli é delicioso de qualquer forma!

CI 02

Esta iguaria é uma receita italiana criada na Sicília, mas apesar de sua origem ser italiana, seu sucesso se consagrou mesmo em território americano sendo um dos quitutes mais apreciados nos restaurantes italianos localizados nos Estados unidos.

CI 03

Sua confecção se baseia em uma massa super fina que envolve um cilindro de metal com o qual é frito em óleo e após seu cozimento, solta-se do tubo e em seguida é recheado com um creme a base de ricota finalizado com açúcar de confeiteiro polvilhado.

E por falar em Canolli, se estiver em São Paulo, não deixe de visitar as festas italianas localizadas na Zona Leste da cidade. Se nunca provou Canolli Italiano, não perca essa chance!!!

Até a próxima sexta!!! o/

CREME DE AVELÃ OU GIANDUIA?

Olá meus nutelosos!

Sejam bem vindos ao post sobre Gianduia! Não, Creme de Avelã… Espera…

CA 01

Isso mesmo gente, o nome Gianduia existe há séculos e ninguém nunca se perguntou o que era? Pois é, Gianduia nada mais é do que uma mistura de chocolate com avelãs, ou seja, basicamente o famosíssimo Creme de Avelã.

A Nutella, que hoje é mania em todo o Brasil chegou tímica nas prateleiras dos mercados em 2005 e hoje é vício nacional. Todos pedem nutella e quando alguém oferece gianduia perguntam “o que é isso?”.

CA 02

Então , para esclarecer de uma vez por todas, a Nutella, é uma variação de gianduia, isso mesmo, enquando a Gianduia é o chocolate misturado a pasta de avelã, a nutella é uma mistura de óleo vegetal, pasta de avelã e diversos outros ingredientes.

Eu como nutella, claro, mas se você me oferecer gianduia ou nutella, sem pensar meia vez escolherei gianduia. Não sou do contra, apenas prefiro o que é menos doce.

Portanto, se um dia alguém disser gianduia, não estranhe, ela é a mãe da sua Nutella!

Surpreso com a descoberta? Deixe o seu comentário!

Vejo você na próxima! o/

LEITE QUEIMADO? NÃO… É DOCE DE LEITE!

Olá meus queridos maníacos por doces!

Hoje vim falar um pouquinho sobre o mundialmente conhecido Doce de Leite!

DL 02

Nosso querido doce de leite, aqui no Brasil surgiu como uma forma de conservação do leite (vaca ou cabra). O açúcar conseguia conservar os nutrientes do leite e por isso foi considerado uma das formas mais eficazes em tempos remotos quando não existia ou eram muito caros os refrigeradores.

DL 01

Não demorou muito para que esse doce se tornasse mania entre os brasileiros, ou melhor, nos países nos quais foram introduzidos, especificamente no continente americano.

DL 03

Doces variados com doce de leite como ingrediente principal também surgiram com o passar do tempo. Pudim, Flan, Barras de doce de leite, Doce de leite cremoso, pastoso, entre outras diversas formas de apreciá-lo

DL 04

No México, terra dos churros, onde os mesmos tem por tradição serem apenas fritos e sem recheios, aqui no Brasil ganharam a versão recheada, e claro que o doce de leite, primeira opção de recheio para a sobremesa não deixou de ser preferência nacional. DL 05

E por falar em doce de leite cremoso… Quem nunca se deliciou ou se sentiu no paraíso degustando doce de leite em saquinhos, tesoura para quê? Era só arrancar uma pontinha com os dentes mesmo e sair sugando!

Por mais que a história do doce de leite seja da conservação do leite, a gente sempre espera ouvir uma história acidental da criação dos doces… Pois é, e eis que o doce de leite tem uma lenda… Dizem que um dia um ex político argentino estava a ferver o leite com açúcar quando recebeu um telefonema, o leite “queimou” e virou o doce de leite…

Olha, se essa história realmente for verdade, essa rivalidade Brasil x Argentina precisa diminuir! Tiro o meu chapéu ao argentino que inventou essa delicia! hahaha

Bom, é isso pessoal! Espero que tenham gostado do post!

Vejo vocês no próximo! o/

MÊS DO BICO parte 5

Olá! Sejam bem vindos ao último post do Mês do Bico.

Para fechar este mês com chave de ouro, trouxe uma categoria diferente dos bicos de confeiteiro, os bicos Russos.

BR 07

Semelhantes, porém com uma sutil diferença em relação aos bicos tradicionais, os bicos russos possui uma base no orifício. Vistos de perfil, todos os bicos são iguais lembrando um trapézio. A diferença se dá exatamente na área plana, pois cada bico possui disposição de orifícios diferentes o que proporciona formas diferentes sobre a superfície a ser confeitada.

A seguir postarei alguns exemplares de bicos e seus confeitos.

BR 06BR 01BR 02BR 03BR 04BR 05

Todos eles são utilizados na confecção de flores em combinação com outros tipos de bicos tradicionais  como o bico folha por exemplo, transformando assim, um simples cupcake em um verdadeiro buquê de flores.

Eu ainda não tenho nenhum desses na minha coleção de bicos, mas assim que eu conseguir, farei um post especial com os resultados da minha brincadeira!

Uma vantagem em usar os bicos russos é que não requer muita habilidade uma vez que para cada flor basta apertar a manga e pronto.

Mal posso esperar para ter os meus! E se você já teve essa experiência conte-nos!!! O que achou?

Espero que tenham gostado!

Até a próxima! o/

MÊS DO BICO parte 4

Olá, sejam bem vindos a mais um post do nosso Mês do Bico do Pitadas de Açúcar!

Depois de falar um pouco sobre bico Pitanga e bico Perle, hoje falarei um pouquinho sobre três bicos incomuns, mas que são utilizados com frequência em decorações específicas de doces, o bico Folha, o bico Chuveirinho, e o bico Serra.

Vamos ao primeiro deles.

BC 02

O protagonista da foto acima é o bico Chuveirinho, o grande responsável pela confecção dessa decoração com aspecto de grama, já o utilizei em alguns bolos, mas pela experiência que tive posso dizer que consegui trabalhar melhor a arte utilizando glacê real com esse bico. Por ter textura lisa e uniforme, mesmo após tingido, após seco o glacê dá um aspecto mais real a decoração.

Quem vê este bico tão simples com apenas alguns furinhos não imagina a arte na qual pode se transformar seu doce decorado.

Bico serra

O bico acima é o resultado do nosso segundo bico do post de hoje, o bico Serra. Com este bico é possível uma arte específica, liso na base e ondulações na superfície, o que possibilita a confecção de decorações com aspecto de cesto. Já havia mencionado este tipo de decoração utilizando o bico Pitanga, mas as diferenças quando visto ao vivo é que a decoração feita com o bico Pitanga fica mais grotesca, enquanto a decoração feita com o bico Serra é mais delicada

Praticamente uma trama perfeita de cesto!

O nosso terceiro e ultimo bico do post de hoje é dentre os três, o mais comum. O bico Folha como o próprio nome diz é utilizado para a confecção de folhas.

BF 01

Mas além de folhas, este bico também é de grande utilidade quando o assunto é acabamento do bolo, já que também pode ser utilizado para confeccionar “babados” nos bolos e outros doces.

BICO FOLHA

BF 02

Espero que tenham gostado do post de hoje. E não percam no próximo post, falarei um pouco sobre os bicos Russos!! Até a próxima sexta!

Fui! o/

MÊS DO BICO parte 3

Oie

Voltei para mais um post do Mês do bico, e hoje trouxe algumas curiosidades sobre um bico super simples e que muita gente não sabe para que serve… Estou falando do Bico Perle.

Perle 04

Para quem não conhece, o Bico Perle é o famoso bico constituído apenas por um furo. Realmente é um bico simples com o qual não há muita diversidade de utilização, porém é muito preciso quando o assunto é cilindros e gotas uniformes. Este bico é tão simples que quem precisar dele e não tiver pode improvisar, basta utilizar um saco/manga de confeitar e cortar a ponta de forma perpendicular para que fique com um furo circular perfeito, caso contrário o que você pretenderá fazer sairá deformado.

Mas quem tiver o bico, perceberá o quão prático e despreocupante é fazer macarons com suas partes perfeitamentes circulares e uniformes. O uso do bico facilita pois você pode ter um controle melhor da quantidade que sai do orifício.

Perle 08

E para fazer aquela série de Eclairs maravilhosas e identicas, novamente temos o bico Perle em cena. Ou então aquelas camadas generosas de recheios uniformemente distribuídas nos naked cakes…

Perle 05Perle 06

Mas você deve estar se perguntando “E a decorção? Os bicos não são usador para confeitar?” Sim, detalhe importantíssimo que não pode faltar neste post. Hoje em dia, o bico perle é utilizado na confecção de pontinhos e desenhos livres para decorar os bolos, assim como as espirais nos cup cakes também como nas imagens abaixo.

E porque não citar também os famosos cookies decorados com glacê real? Algumas decorações específicas de bolos também só ficam perfeitas se tiverem o uso do bico perle no início…

E este foi o post de hoje com algumas curiosidades sobre este bico tão simples, mas que é de uso fundamental para que muito acabamento de doces fiquem perfeitos

Vou ficando por aqui e vejo você no próximo post sobre bicos!

Até lá! o/